Seguidores

sexta-feira, abril 30, 2010

Sexta !!

2
Não é gripe suína, pois boy Jesa é meu "brodi".

Eu tô com uma gripe lascada, mas hoje (30) é sexta e eu vou beber. Mesmo que a infermidade seja a tal suína (risos). Deveria ser uma norma divina, nenhum boêmio deveria adoecer no final de semana, ou, pelo menos, na sexta-feira.

Sei que é irresponsabilidade e displicência comigo mesmo, mas realmente não me vacinei contra a H1N1 (que isso não sirva de exemplo, claro). Entretanto, mesmo não sendo religioso, levo muita largura (como dizemos no Amapá para um sujeito de muita sorte) e não será desta vez que o velho “Boy Jesa” me deixará na mão. Tenho certeza que ele dará mais esta força.

Este post não é relevante, muito menos brilhante, como diz uma amiga minha: “Achei o texto morno”, mas é só para começar a sexta. Portanto, vamos tomar umas hoje, depois do expediente, claro (risos).

quinta-feira, abril 29, 2010

Para os secadores

0
Foi muita água!!

Caros secadores, o olho gordo de vocês não adiantou de nada. Tudo bem que não foi exibido um grande futebol por nenhuma das duas equipes, mas o Mengão ganhou o clássico de ontem (28) com mérito. A chuva atrapalhou muito, tanto o Flamengo, quanto o Corinthians. Afirmo, sem paixão alguma, que o pênalti, convertido pelo Adriano Imperador, foi corretamente marcado pelo árbitro.

Foi legal assistir, hoje (29), o programa Globo Esporte, na emissora homônima, uma matéria sobre o clássico. A reportagem descreveu o tamanho das torcidas de Flamengo e Corinthians, inclusive, no Amapá.

O importante é que o Mengão conseguiu sair na frente na disputa pela vaga, espero que no próximo confronto, na próxima quarta-feira (5), vocês sequem, torçam contra e joguem todas as picicas que conhecerem, está provado que não adianta.

O Flamengo se valeu do jogo em casa (Maracanã), mas em São Paulo (SP) será outro jogo duro. Claro que o Timão pode reverter a vantagem do Mengão, que venceu pelo placar de 1x0 (e jogará pelo empate na próxima partida). Afinal, o Corinthians tem time, camisa e torcida para isto.

Devemos respeitar grandes equipes como a do Corinthians, quem dera fosse o Vasco, nosso velho freguês, a vaga estaria garantida. Continuarei na torcida pelo mais querido do Brasil. Vamos Flamengo!

Sobre canalhas e cafajestes

0

Eu desconheço a maioria das datas fúteis, tudo bem que dia desses, falei sobre o “Dia do Goleiro”, mas é que gosto muito de futebol. Hoje (29) é o Dia do Canalha (pasmem!!). Agora me digam por que cargas d’água o “canalha” tem um dia? Tenha a santa paciência.

Entretanto, li hoje um artigo, muito interessante, do jornalista Renivaldo Costa, que escreveu as diferenças entre canalhas e cafajestes. Leiam:
 
Sobre canalhas e cafajestes
                                                                                                  Por Renivaldo Costa
Odeio os canalhas. São uma espécie asquerosa presente em todos os círculos sociais. O jornalismo, por exemplo, é pródigo de canalhas. Alguns, além de jornalistas, nas horas de folga são advogados, sociólogos e até psicólogos. Vivem da extorsão e da ameaça e, enganando os incautos, conseguem espaço em jornais, rádios e emissoras de TV.

Provavelmente por falta de referência, confundem o cana-lha com o cafajeste. São espécies distintas. O cafajeste, como diria Zeca Baleiro, parafraseando Nelson Rodrigues, é do tempo em que farmácia só vendia remédio, em que os ladrões eram elegantes e até os automóveis davam “bom dia”.

Para dirimir quaisquer dúvidas, pedi a um amigo, um legítimo cafajeste, que me fizesse um compêndio sobre o assunto, que passo a dividir com vocês agora:

O canalha transa com uma garota e sai contando pra todos os seus amigos pra tirar vantagem e descarta ela da sua lista. O cafajeste transa, conta só pra seus amigos mais chegados, mas mantém contato com a garota. Afinal ele pode precisar dos seus favores quando tiver na seca.

O canalha sai beijando todas que vê pela frente na balada. É muito legal ficar disputando com os amigos quem beija mais (afinal seu cérebro parou de se desenvolver aos 14 anos de idade). O cafajeste escolhe uma só, a mais interessante. Fica com ela a noite toda, troca até contatos, por que se não sair do lugar pra transar com ela, vai transar num ou-tro dia.

O canalha não sabe tratar bem uma mulher. É grosso, mal-educado, destrata pessoas humildes ou empregados como prova de superioridade. O cafajeste sabe quando e que intensidade agradar. Compra chocolate, bichinhos-bonitinhos-de-pelúcia e leva a restaurantes finos, com o único objetivo de fazer a mulher se sentir valorizada e assim alcançar seu objetivo, sexo.

O canalha é burro. Seu senso crítico limita-se a análise do gol mais bonito da semana ou de qual a mais gostosa do Big Brother. O cafajeste sabe se virar em qualquer assunto, se é necessário discutir sobre a moda da estação na frente de mulheres ele vira um estilista, se a garota é fã de Chopin ele se torna um freqüentador de concertos, etc

O canalha adora aparecer. Estufa o peito na frente das mulheres, faz piadas prontas, é o amigão de todo mundo e só sabe contar vantagem. O cafajeste não precisa de auto promoção, o boca a boca é feito pelas próprias pessoas que estão ao seu redor. Ele se adapta ao ambiente mudando sua perso-nalidade de acordo com a ocasião. Ou seja, um é pavão o ou-tro camaleão.

O canalha mente. O cafajeste omite.

O canalha não sabe elogiar. O cafajeste sabe elogiar os pontos-chaves da mulher, “nossa, lindo o seu cabelo”, “que sorriso”, "você emagreceu?".

O canalha não sabe cuidar de mais de uma mulher. Acaba confundindo nomes, esquece de ligar pra uma, dá mais atenção pra outra, deixa pistas, etc. O cafajeste sabe tratar todas por igual, quando não está afim de sair com uma ele liga ou manda um sms "bonitinho" pra não perder contato. E mesmo que a mulher saiba que ele é um cafajeste, ele a faz crer que é especial e que pode rolar algo sério.

O canalha deixa pista. Seu scrapbook é lotado de reca-dinhos de mulheres, no subtitle do seu msn ele cita nomes de mulheres, seu celular está cheio de mensagens comprometedoras e sua mãe sempre entrega o jogo ("o fulano saiu com uma amiga"). O cafajeste apaga todas as pistas, seu scrapbook é apagado diariamente, o msn tem nicks abrangentes que podem ser adaptados pra qualquer uma ("Que saudades de você"), o celular nunca tem mensagens, e sua mãe é grande aliada pois ele sempre diz pra ela que foi na casa de um amigo.

Por fim, canalha é substantivo, cafajeste adjetivo.





Bandas que já foram legais, mas deram no saco

7
                                                                                             Por Elton Tavares

Vocês sabem aquelas coisas que já eram? Ficaram chatas e obsoletas, então. Hoje (29), um colega de trabalho escutou (e me fez escutar) horas de Aerosmith. Foi osso! Tudo bem que já gostei, na adolescência, da banda do Steve Tyler, mas atualmente, a única pessoa com este sobrenome de quem sou fã é a Liv (filha do vocalista do Aerosmith). Deus, estes caras são velhos e já deram o que tinham que dar em relação ao rock and roll.

É amigos, todos erram na adolescência, eu, por exemplo, gostava até de “Guns N' Roses”, aquela banda nojentinha que tinha uma versão masculina da Xuxa cantando de shorts curtos e lenço na cabeça, vê se pode? (Mas ainda acho que o Slash era F..). Ainda bem que apareceu o Nirvana, Pearl Jam e outras, verdadeiros sóis naqueles dias de tempestade, dando um basta nas “armas e rosas”.

Li, em algum lugar, a seguinte frase: “Aquele que não pode recordar-se do passado, está condenado a repeti-lo”. Por tanto, chega dessas bandinhas cocotas, que foram trilha sonora da festas ruins de uma geração, canções de rádio FM que já foram “legais”.

Voltando a trilha sonora do trampo, quem disse que não poderia ficar pior? Depois do Aerosmith rolou um bregão e até Bee Gees. Um set-list que poderia rolar em consultórios dentários (risos).

Como nem tudo que resiste ao tempo é ruim, oremos em nome das bandas e músicos que são maravilhosos até hoje. Obrigado Deus pelo U2, Rolling Stones, David Bowie, Faith no More e Iggy Pop, amém!



quarta-feira, abril 28, 2010

Clássico dos gigantes

1

Ao todo, cerca de 50 milhões de brasileiros torcerão hoje (28) para o Flamengo ou Corinthians. A partida será válida pelas oitavas de final da Libertadores da América, torneio mais importante do nosso continente.

O “clássico de gigantes” (chamado assim por conta do fato dos dois clubes possuírem as maiores torcidas do Brasil) será realizado no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). O jogo de volta acontecerá na próxima quarta-feira (5), em São Paulo (SP).

A partida envolve muita paixão, quem gosta de futebol sabe do que falo. Para abrilhantar o confronto, participarão do jogo os futebolistas Ronaldo Fenômeno e Adriano Imperador, ambos consagrados. Tudo bem que eles estão em baixa, mas podem decidir, nunca duvide de um craque.

Muitos amapaenses (como eu) ainda acreditam no Mengão, que anda em baixa, mas, como todos sabemos, clássico é clássico. Vamos Flamengo!



terça-feira, abril 27, 2010

I'm Happy !!

3
                                                                                                Por Elton Tavares
Enfim, choveu na minha horta!

Eu estou felizão! Após três meses, consegui um trampo (que parece muito legal) na minha área. Passei dois anos no Portal Amazônia, veículo onde aprendi muito, muito mesmo. Até capacitação de webjornalismo eu fiz na central da Rede Amazônica, em Manaus (AM). Mas infelizmente, aquele ciclo terminou.

Jornalista por formação (apesar deles, os caras do tal STF), passei estes três meses espalhando currículos por Macapá, sempre escutando frases como: ”Legal, entraremos em contato”, “Gostei do seu currículo” e “Você escreve bem, aguarde nosso retorno” e nada.

Situaçãozinha nojenta é estar desempregado, não desejo isso a ninguém (tá bom, talvez deseje a um ou dois). A auto estima baixa, você começa a se achar um incompetente, triste.

Como as coisas sempre melhoram, hoje (27), comecei a trabalhar. Estou mais feliz que “pinto na merda”, como dizem alguns. Talvez, o blog não tenha mais atualizações diárias, pois deixei de ter muito tempo, trabalharei dois expedientes, graças a Deus!





Acabou !

0
                                                                                  Por Lorena Queiroz
Jim Morrison, líder da banda The Doors

Quando você foi e não voltou, arrancou o que tinha de bom em nós, quebrou até o meu vídeo do The Doors.

Você só deixou escombros no meu coração, cerrou os meus ouvidos ao som de sua voz, cegou a luz dos meus olhos e insultou meu corpo com suas mãos.

Hoje, na constelação particular do meu quarto, não cabe mais lugar para dois sois, pois nem retratos sobraram de nós.

segunda-feira, abril 26, 2010

Homenagem aos goleiros

1
                                                                                                  Por Elton Tavares
Meu pai, Zé Penha, foi um grande goleiro.

Como eu já disse aqui, por diversas vezes, adoro futebol. Hoje (26) é o Dia do Goleiro, a posição maldita do esporte bretão (chamado assim por ter sido inventado na Grã-Bretanha). Meu saudoso pai, José Penha Tavares, era goleiro. Posso afirmar, sem paixão (talvez com um pouquinho dela), que ele foi muito bom.

Papai agarrou pelos times amapaenses (quando o futebol aqui era amador e melhor) do São José e Ypiranga Clube. Também foi amigo de um monte de conhecidos boleiros locais.

Quando eu era moleque, o acompanhei em centenas de peladas, torcia e sofria quando ele levava gols, principalmente quando falhava. Eu aprendi a admirar goleiros com ele. Lembro bem de expressões como: “Olha essa ponte!”, “Que defesa!” ou algo assim, bons tempos aqueles.

Eu bem que tentei jogar em todas as posições, inclusive o gol (sempre era o último a ser escolhido), mas nunca consegui me destacar pela bola. Não sei se as crianças de hoje ainda escolhem o pior dos meninos (ou meninas) para agarrar, aquilo é crueldade infantil (risos), afirmo com conhecimento de causa.

O futebol mudou, está muito mais dinâmico, até os arqueiros (como alguns se referem aos goleiros) mudaram. O Brasil possui alguns dos melhores do mundo como Doni (Roma-ITA), Gomes (Tottenham-ENG) e Júlio César (Internazionale-ITA). Este último, cria do Flamengo (ou vocês acham que eu não ressaltaria isto?).

Quando digo que a posição é maldita, falo de uma série de injustiças que vi goleiros sofrerem ao longo dos meus 33 anos, mas uma é mais marcante, a crucificação do arqueiro Barbosa, da seleção de 1950. Há alguns meses, assisti um documentário sobre a derrota para o Uruguai na final daquele mundial. Aquele homem foi estigmatizado até o fim de sua vida.

Mês passado, em uma entrevista, o Zico (não preciso dizer que é né?) declarou que o Barbosa, no fim da vida, disse a ele: “Desculpe, mas gostei de ver você perder aquele pênalti em 1986, pelo menos me esqueceram um pouquinho”. Imaginem como o velho goleiro sofria pela falha de 1950? É a maldição do goleiro.

Este post é uma homenagem aos goleiros profissionais e peladeiros, que se machucam em saltos destemidos, chutes meteóricos e divididas violentas. Em especial ao meu pai, meu goleiro preferido, e ao Bruno, goleiro do Mengão, que também é um grande defensor. Ah, vocês sabem que gosto de música, então aí vai:

Letra da musica Goleiro (Eu Vou Lhe Avisar) – Gal Costa

"Eu vou lhe avisar

Goleiro não pode falhar

Não pode ficar com fome

Na hora de jogar

Senão, um frango aqui, um frango ali,

Um frango acolá



Já vai tarde mais um articulador respeitado

Com a autoridade baleada,

O peso do destino

Na mira da lei, na marca do penalty

O fim de um charm,

Discreto e nublado

Trivial

Alguém esqueceu a bola de cristal


Que delícia de malícia a espera da guerra

ele sonha com o paraíso

E tenta a sorte nos números,

Pensando nela

Disposto a tudo, bate cabeça,

Bate tambor

Numa trama milionária e perigosa

Ele quer o Jardim do Édem

Trivial

Novamente esqueceram a bola de cristal


Eu vou lhe avisar

Goleiro não pode falhar

Não pode ficar com fome

Na hora de jogar

Senão, um frango aqui, um frango ali,

Um frango acolá"



O fabuloso mundo do colunista social

0


Navegando pelos blogs, encontrei este na página “Quem matou a tangerina?”. Ele descreve exatamente o que penso sobre colunistas sociais, programas circulantes e sites de fotografias de festas amapaense (aquelas que só falta a legenda: “Playboy pateta e patricinha fútil na boite”). Estes sites e publicações são idiotas, como diz o meu irmão, verdadeiros “cardápios de sequestradores”. É cômico ver, em festas locais, a galera correndo para cima dos fotógrafos, tudo para sair “na balada” (risos). Enfim, leiam o texto:

“Eu não gosto nem um pouco de generalizar. Aliás, eu odeio quem costuma generalizar um termo pejorativo, característica comum ou possível defeito de um grupo de indivíduos. Mas eu preciso dissertar sobre um grupo que tem minha total discriminação e, talvez, um breve e perecível sentimento pena. O colunista social.

Assim como o diretor de arte é desenhista frustrado, o professor um profissional medroso e comentarista de futebol um perna de pau renegado em peneiras, o colunista social é um sonhador que não deu certo. Observe o cumulo do fracasso existente nessa descrição, “um sonhador que não deu certo”. É falhar até fantasiando.

Essa "profissão", que tem até um dia em Mato Grosso, é a personalização do “gozar com o pau dos outros”. Ser colunista social é publicar exclusivamente, com orgulho, fotos da última viagem do publicitário com o dinheiro público para Roma, ou quem sabe o batizado da sobrinha da primeira-dama do suplente de secretario de infra-estrutura de Guarantã do Norte. Que possivelmente foi patrocinado com desvio de verba.

Nada, em qualquer momento, um dia vai superar a inutilidade e vergonha alheia existente na tradicional coluna social. Existe uma formula mágica para criá-la, digo isso com a autoridade de quem foi estagiário e precisou escrever uma durante meses. “Badala”, “o bonito casal”, “elegante”, “aproveita” e “o(a) conhecido(a)” são termos e adjetivos imprescindíveis. Como amostra de sua humildade, o colunista social nunca cita seu nome. Ele sempre apresenta-se como “este colunista”. Exemplo: "vai estar comemorando na próxima sexta-feira o seu aniversário com amigos a bonita Clarice Gama. O evento será em Chapada dos Guiamarães. O buffet é assinado por este colunista". E por aí vai.

Outra característica do colunista social, principalmente o de cidades pequenas, é a mania de grandeza. Alguns fazem o ridículo papel com festas temáticas. E quando não estão contratando atores da TV Globo para comparecem em seus aniversários, surgem em baladas como recepcionista. Agem como se estivessem no Studio 54, com a arrogância de quem estivesse preste a barrar Andy Warhol e Ringo Star.

Contudo, entre todos os vícios que compõem o profissional de colunismo social, há uma peculiaridade que extrapola qualquer discutível falha humana. A burrice. E se tem algo eu odeio é gente burra. O colunista social é o pai dos infelizes que não obtiveram uma mínima conquista na vida. É o ser que vive da estupidez burguesa de fazer não por prazer, mas para os outros invejarem. Ou seja, ele depende da inutilidade humana para manter-se como alicerce desse desserviço à sociedade.

Enquanto existir coluna social nos jornais, nunca faltará forro para a gaiola do seu periquito, tapete para o carro ou embrulho de peixe. Talvez as maiores utilidades encontradas para as páginas de colunismo social após os surgimento desse lifestyle. Colunistas sociais. Obrigado por limparem nossos pés.







O velho Chico sabe das coisas

2

Enviado pelo meu irmão Emerson, que sabe que sou fã do Chico Buarque. Valeu mano!

sábado, abril 24, 2010

Cara de pau...

0

É mole ou quer mais?

Alberto Góes é assessor especial de governadoria

0
Está no blog da jornalista Simone Guimarães:

“Alberto Góes foi nomeado em diário oficial com data de 14 de abril, como assessor especial de governadoria. De acordo com a lei eleitoral ele pode ficar no cargo até o dia dois de julho, quando deve deixar a função para concorrer a uma vaga a deputado federal.

Ontem, sexta-feira, houve muito zum zum zum na imprensa de que com a nomeação, ele não poderia ser candidato. Alberto Góes diz que está cumprindo a lei eleitoral e reafirma que é pré-candidato as próximas eleições.

Alberto é um fortíssimo candidato a deputado federal. Numa pesquisa recente encomendada pelo PDT, no fim do ano passado, para medir as intenções de voto para o governo do estado, o nome dele foi incluído. Mesmo não tendo pretensão para concorrer à cadeira de governador apareceu ao lado de Lucas Barreto, Camilo Capiberibe, Jorge Amanajás e na época o vice-governador Pedro Paulo.

Alberto teve dez por cento das intenções de votos bem à frente de pré-candidatos com os nomes já estabelecidos pelo partido.

Pela pesquisa, Alberto teria cerca de quarenta mil votos garantidos. “


Se lhe baterem por trás, chame a polícia

0
                                                                                          Por Elton Tavares
Borrei a placa da viatura e entortei o rosto do policial para evitar maiores problemas - Foto: Elton Tavares

De acordo com a Lei de Trânsito nacional, quem bate por trás está errado. Hoje (24), por volta das 13h, passei pela Rua General Rondon, no centro de Macapá e vi algo inusitado.

Uma viatura da Polícia Militar (PM/AP) bateu, por trás, um automóvel Corsa Sedan (cor prata). Tudo bem que “errar é humano”, mas já pensaram se fosse ao contrário?

Volta e meia vemos infrações de trânsito cometidas por veículos oficiais, mas vai um de nós, meros cidadãos, falar algo. É um Deus nos acuda.

Claro que foi uma batida sem grandes conseqüências. Fica a dica, dirija com atenção e se lhe baterem por trás, chame a Polícia (risos).



sexta-feira, abril 23, 2010

Roqueenrôu!!!

1

Para os amantes do bom e velho rock and roll, uma boa nova. Amanhã (24), á partir das 23h, no Liverpool Rock Bar (reformado graças á Deus) se apresentarão as bandas stereovitrola e Godzilla, além da discotecagem de Daniel Nec. A entrada custará R$ 5,00. Eu irei e indico ao público chegado.

Encontro de titãs

2
                                                                                        Por Elton Tavares

Contrariando os secadores de plantão, o Flamengo se classificou para a segunda fase da Libertadores da América. O Mengão estava dependendo de três resultados, graças á Deus, deu tudo certo. Conforme especulações da crônica esportiva do Brasil, hoje (23), o técnico do mengo, Andrade (ícone rubro-negro), será demitido, juntamente com a comissão técnica e diretoria de futebol do clube.

Tudo bem que Andrade uniu o time e ganhou o Brasileirão, mas anda passando a mão na cabeça de alguns, que andam jogando mal, muito mal. Espero que ele ainda fique no clube, como auxiliar do próximo técnico.

Boatos afirmam que o novo treinador do Flamengo será Joel Santana, técnico com jeitão malandro bolachão, folclórico, carismático e competente (apesar de alguns acharem que ele só ganha Campeonatos Cariocas), tomara!

Na próxima fase, o adversário do Flamengo será o Sport Club Corinthians Paulista, clube que possui nada menos que a segunda maior torcida do país, somente atrás do rubro-negro carioca. O campeão brasileiro contra o campeão da Copa do Brasil. É, briga de Urubu e Gavião.

O confronto entre Adriano Imperador e Ronaldo Fenômeno não empolga, diferente de 2009, quando os dois atacantes arrebentaram. No momento, os dois estão em baixa, mas quem conhece o mínimo de futebol sabe que mesmo assim, um deles pode resolver.

Vou torcer para que o Flamengo melhore suas atuações, que seus jogadores retomem a postura que levou ao título brasileiro de 2009, pois na próxima quarta-feira (28), crises á parte, será um verdadeiro encontro de titãs.


Será?

0

O atacante do Flamengo, Adriano Imperador, está enfrentando um "inferno astral". Aumento de peso, moto para mãe de traficante e fim de noivado são fatores que refletem em campo. Adriano não vem jogando bem, isso é fato.

Em contrapartida, Neymar, jovem atacante do Santos está arrebentando, os mais efusivos clamam pela sua ida á Copa do Mundo da África do Sul. A crônica esportiva brasileira até deixou de lado os pedidos pela convocação de Ronaldinho Gaúcho, para se engajar na campanha Pró-Neymar.

Será que o jovem artilheiro tomará o lugar do Imperador na seleção de Dunga? Como diz o meu amigo Marlon Bulhosa: "Num duvido!"





quinta-feira, abril 22, 2010

De Nós

0

Tiradentes em Ação

0
                                                                                           Por Juliana Coutinho

A Escola Estadual Tiradentes realizará amanhã, 23/04 (sexta-feira), das 8h às 17h, uma Ação Social, denominada Tiradentes em Ação, com o intuito de promover a inclusão social das comunidades escolares menos favorecidas. Serão oferecidos serviços sociais básicos que valorizam e oportunizam melhores qualidades de vida.

Serviços:

Ø Médico/Odontológico

Ø Expedição de documentos

Ø Palestras sobre Saúde

Ø Serviços de orientação jurídica

Ø Oficinas de aprendizagem (decopagem, artesanato, línguas de sinais, produção de vídeos, e outras)

Entrevistas e mais informações com Mariléia Leal, diretora da escola. Telefone: 3212-1010.

MP constata situação alarmante na cozinha do Iapen

0
                                                                                 Por Camila Karina Ferreira
Cozinha do IApen pode ser interditada - Fotos: Camila Karina Ferreira.

Despejo de resíduos no meio ambiente, lixo a céu aberto, resto de óleo de cozinha, alimentos expostos a moscas e contaminação, odor por toda a extensão do espaço são algumas das calamidades constatadas durante vistoria no Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Amapá (IAPEN), realizada na última semana, pelos Promotores de Justiça Ivana Cei, titular da Promotoria do Meio Ambiente de Macapá, e Marcelo Guimarães Promotor de Justiça Substituto, juntamente com os Juízes Reginaldo Andrade e Thina Luiza D'Almeida.

Durante a inspeção, que também contou com a presença de representantes da Vigilância Sanitára do município, Conselho da Comunidade vinculado à Vara de Execuções Penais e Batalhão Ambiental, foram identificados vários pontos de contaminação provenientes da cozinha do referido local, e a área de entorno do Instituto Penitenciário está comprometida por várias “lagoas” formadas a partir do despejo de esgoto sanitário e restos de comida.

De acordo com a Promotora de Justiça Ivana Cei, o ambiente de preparo dos alimentos do IAPEN não apresenta condições de manter o funcionamento e distribuição das refeições diárias aos presos, e, ainda, a empresa responsável pela cozinha não vem cumprindo as responsabilidades devidas, a respeito de higiene e esterilização. “É alarmante o estado que se encontra o lugar onde preparam os alimentos, sem nenhum tipo de cuidado exigido pela legislação, além da falta de um nutricionista (prevista no contrato) indicado pela empresa responsável pela manutenção e orientação dos alimentos”, alertou Ivana Cei

A Promotora ainda completa afirmando que “a cozinha não pode continuar funcionando em local infecto, portanto não adequado, enquanto esses problemas não forem solucionados, pois se trata da dignidade da pessoa humana, em que saúde, cidadania e meio ambiente são elementos essenciais exigidos constitucionalmente”.

Segundo Ivana Cei, serão chamados os responsáveis da empresa licitada pelo IAPEN, para resolução dos problemas mais graves, e, durante o processo de adequação, a cozinha do Instituto será vistoriada pela Vigilância Sanitária do Estado, órgão fiscalizador que poderá, dentre as medidas a serem adotadas, proceder à interdição do local.

Promotoria do Meio Ambiente (Prodemac)

quarta-feira, abril 21, 2010

Se liguem

0
                                                                                      Por Elton Tavares
Acidente perto da minha casa - Foto: Elton Tavares

A falta de atenção no trânsito pode ser fatal, felizmente não foi o caso do acidente ocorrido hoje (21), ás 18h, no cruzamento da Rua Jovino Dinoá e Avenida Pedro Lazarino, no bairro do Beirol, zona Sul de Macapá.

No local, foi instalado um semáforo, os desavisados e desatentos continuam correndo na Jovino, que é mão única. Os automóveis envolvidos foram um Pálio cinza e um Fiesta branco, ainda bem que a colisão só resultou em prejó material.

É melhor maneirar ou farão parte do impressionante índice de vítimas do trânsito local. Parafraseando o grande escritor Nelson Rodrigues: “Acho a velocidade um prazer de cretinos.” Se liguem!

Tira legal

1
Não sei a fonte desta tira, enviada por uma amiga, mas eu ri um bocado (risos):

terça-feira, abril 20, 2010

Crítica sem nexo

0
                                                                                           Por Elton Tavares

É incrível como a internet é uma faca de dois gumes. Uma ferramenta para alavancar cultura, música, opinião, cinema, comportamento e afins. Mas sempre tem um babaca (com o perdão da palavra) que escreve loucuras á esmo.

Lendo hoje (20) o blog Zap'roll', do jornalista Humberto Finatti, deparei-me uma babaquice sem precedentes. No post da última sexta-feira (16), o comunicador divulgou o Rock Fest, evento legal que rolou no findi passado. Aí aparece um idiota (sem o mínimo conhecimento do assunto) e escreve nos comentários esta pérola:

“Finatti, de boa, eu até entendo sua boa vontade com a cena roqueira de Macapá. Você está apaixonado, sua namorada (novinha e bonitinha por sinal, você vai ter que deixar de ser doidão e dar um rumo na sua vida pra manter a moça do seu lado, porque senão...) é daí e isso explica muita coisa.

Mas quando a paixão tórrida parar de ofuscar sua visão e audição, volte a por os pés no chão e entenda que Macapá não existe no contexto da música pop do Brasil. A tal Mini Box Lunar pode ser a única exceção e pra me certificar de que não estou falando asneira fui conferir o show deles no Itaú Cultural.

Banda boa, boa proposta musical (o Régis Tadeu, que detonou a banda na Bizzona, é um imbecil, claro, que só entende de metal farofa), mas que não vai salvar o mundo. No máximo, vai causar certo frisson em “formadores de opinião” como você, Tiago Ney, Jotalhão etc. E depois? Depois será a vez de grupos que atendem por nomes como (conforme andei pesquisando no seu próprio blog) Fax Modem e Godzilla? Por favor, né?

Case com a Rudja, traga-a pra SP e esqueça Macapá. Com todo respeito a cidade, ela será sempre algo muito “fora do eixo” em se tratando do rock nacional.”

Algo assim nem deveria ser comentado, de tão idiota e preconceituoso que é. Mas não consegui me conter, ainda mais sendo post é anônimo.Aí fica mais fácil não é mesmo? Um cara desses é louco, desconhece o talento das bandas que estão surgindo no Amapá. Tudo bem que pode ser algum desafeto do jornalista em questão, mas falar merda anonimamente é covardia bruta.

Devo lembrar os imbecis de plantão que aqui tem rock sim e de qualidade. Esse papo de música legal surgir somente nos grandes centros já foi, pensamento pequeno e retrogrado, uma verdadeira asneira. Bom, fico por aqui, afinal, não podemos socar fantasmas. Mostre a cara Sr. Crítico Lunático e desinformado.

Fonte:
http://dynamite.terra.com.br/blog/zapnroll/post.cfm/o-rock-n-roll-nao-e-imortal#respond

Os altos e baixos da TV amapaense

3
                                                                                           Por Elton Tavares
Não é impressão sua, é um anão com um chicote MESMO!!

Eu fico impressionado com os altos e baixos do jornalismo local. A qualidade dos noticiários melhorou muito. As propagandas também. Mas o sensacionalismo é gritante. Eu sou jornalista, talvez o meu comentário seja um reflexo da falta de experiência com programas televisivos e tal, mas observem:

Depois do sangrento “Bronca Pesada”, onde o apresentador condena o cara antes mesmo do julgamento, do ridículo Chumbo Grosso, onde vi, diversas vezes, os repórteres falando português erradão..., eis que aparece um programa novo (não lembro o nome) no qual o apresentador divide a tela com um anão (pasmem, com um chicote na mão).

Notaram alguma semelhança com o Ratinho? Isso sem falar na “cocotagem” que é o Circulando. Tudo bem, todos são profissionais, respeito as pessoas que trabalham e defendem o “pão de cada dia”, mas os idealizadores deste tipo de programa são verdadeiros fabricantes de doidos. Coisas assim são chatas de se ver.

Entendam, tem muita gente boa fazendo TV aqui. A programação do Amazon Sat é bem legal, o novo programa do Olímpio Guarany é bacana (confesso que não gostava do antigo), o do Hélio Nogueira também, os ótimos jornais da TV Amapá são modelos para as outras emissoras (que Também estão produzindo grandes noticiários) e tantos outros.

O problema é que “nós” adoramos esse formato chulo de programa, como o “Câmera Livre” (lembrei!), tipo “Freak show”, se tiver sangue então, a audiência dobra. Torço para que este gosto, no mínimo duvidoso, mude um dia. Resumindo, a TV amapaense oscila entre qualidade e idiotice.

segunda-feira, abril 19, 2010

Teleconferência de Mídias Sociais

1
Por Juliana Coutinho - Assessoria de Comunicação e Marketing do SESC/AP

Orkut, Facebook, Twitter e blogs. Plataformas de mídias sociais serão discutidas nesta terça-feira, 20/04, através da Teleconferência da Rede SESC-SENAC “Mídias Sociais”, na Biblioteca da Escola SESC, das 15h às 17h, com a participação de Gustavo Gindre – mestre em Comunicação e Cultura, membro do coletivo Intervozes e conselheiro do Comitê Gestor da Internet – e Vitor Guerra – publicitário, diretor de Planejamento em Mídias Sociais da Agência Idéia S/A. Entrada Franca e haverá certificação. Participe!

Tá no blog da Simone...

0
Conforme o blog da jornalista Simone Guimarães:

"Aconteceu no sábado, o primeiro encontro entre Waldez Góes e Pedro Paulo depois da mudança de governo. Foi uma reunião para aparar as arestas. Ainda não estava claro se os dois continuavam no mesmo barco. Participaram da conversa o ex-secretário de Infraestrutura e mentor de Waldez, Alberto Góes, deputado federal Sebastião Bala e o atual secretário de governadoria,Benedito Dias.

Foi esclarecido: Os dois vão andar juntos. Pedro Paulo reafirmou o interesse de manter a parceria com o PDT. Waldez Góes vai trabalhar na campanha de Pedro Paulo ao governo do Amapá. Entre os ajustes está a permanência de secretários de estado da gestão de Waldez, no quadro de Pedro Paulo.

Waldez Góes deve ter uma reunião como o PMDB para definir uma possível aliança. Não se sabe se Gilvan Borges vai aceitar. Tudo com certeza vai depender do acordo político. "

Hoje é o Dia do Índio

0
                                                                                                 Por Elton Tavares
Índio da Amazônia - Foto: Alex Silveira

Que nosso país é uma mistureba de raças, todos estamos cansados de saber. Hoje (19) é o Dia do Índio, uma das raças mais presentes na miscigenação nacional e principalmente da população da Amazônia. Mesmo nos dias de hoje, ainda existe muito preconceito contra eles, que são os verdadeiros donos do Brasil.

Parabéns aos Índios, desejo que eles sejam valorizados. Deixo aqui a minha homenagem, a música Índios (canção atemporal, segundo minha amiga Camila Karina), da banda Legião Urbana. Aí está:

Índios - Legião Urbana - Composição: Renato Russo

"Quem me dera
Ao menos uma vez
Ter de volta todo o ouro
Que entreguei a quem
Conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora
Até o que eu não tinha

Quem me dera
Ao menos uma vez
Esquecer que acreditei
Que era por brincadeira
Que se cortava sempre
Um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda

Quem me dera
Ao menos uma vez
Explicar o que ninguém
Consegue entender
Que o que aconteceu
Ainda está por vir
E o futuro não é mais
Como era antigamente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Provar que quem tem mais
Do que precisa ter
Quase sempre se convence
Que não tem o bastante
Fala demais
Por não ter nada a dizer.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Que o mais simples fosse visto
Como o mais importante
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Entender como um só Deus
Ao mesmo tempo é três
Esse mesmo Deus
Foi morto por vocês
Sua maldade, então
Deixaram Deus tão triste.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!

Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura do meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Acreditar por um instante
Em tudo que existe
E acreditar
Que o mundo é perfeito
Que todas as pessoas
São felizes...

Quem me dera
Ao menos uma vez
Fazer com que o mundo
Saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz
Ao menos, obrigado.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Como a mais bela tribo
Dos mais belos índios
Não ser atacado
Por ser inocente.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!

Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura pro meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Nos deram espelhos
E vimos um mundo doente

Tentei chorar e não consegui."