Seguidores

terça-feira, janeiro 11, 2011

Ser Flamengo

3
                                                                                                 Por Artur da Távola

"Ser Flamengo é ser humano e ser inteiro e forte na capacidade de querer. É ter certezas, vontade, garra e disposição. É paixão com alegria, alma com fome de gol e vontade com definição.

É ser forte como o que é rubro e negro como o que é total. Forte e total, crescer em luta, peleja, ânimo, e decisão.

Ser Flamengo é deixar a tristeza para depois da batalha e nela entrar por inteiro, alma de herói, cabeça de gênio militar e coração incendiado de guerreiro. É pronunciar com emoção as palavras flama, gana, garra, sou mais eu, ardor, vou, vida, sangue, seiva, agora, encarar, no peito, fé, vontade. Insolação.

Ser Flamengo é morder com vigor o pão da melhor paixão; é respirar fundo e não temer; é ter coração em compasso de multidão.

Ser Flamengo é ousar, é contrariar norma, é enfrentar todas as formas de poder com arte, criatividade e malemolência. É saber o momento da contramão, de pular o muro, de driblar o otário e de ser forte por ficar do lado do mais fraco. É poder tanto quanto querer. É querer tanto como saber; é enfrentar trovões ou hinos de amor com o olhar firme da convicção.

Ser Flamengo é enganar o guarda, é roubar o beijo. É bailar sempre para distrair o poder e dobrar a injustiça. É ir em frente onde os outros param, é derrubar barreiras onde os prudentes medram, é jamais se arrepender, exceto do que não faz. É comungar a humildade com o rei interno de cada um.

É crer, é ser, é vibrar. É vencer. É correr para; jamais correr de. É seiva, é salva; é vastidão. É frente, é franco, é forte, é furacão. É flor que quebra o muro, mão que faz o trabalho, povo que faz país.”

3 comentários:

  1. Ronaldinho mercenário. Pra mim ele morreu ¬¬

    ResponderExcluir
  2. AHAHAHAHAH

    Pra mim, agora que ele nasceu!!

    ResponderExcluir
  3. ´hahahaha mercenário é assim mesmo, depois vem falar de amor ao clube, ah vá se lascar!!!! Duas vezes traiu o Grêmio (ou ele esqueceu o episódio de 2001, onde ele foi para o Paris San germaint e deixando o Grêmio de pires na mão, devendo milhões) Era a chance de se retratar com o torcedor, com o clube principalmente mais parece que não está nem aí. Que pena! Vou riscar ele da lista dos meus ídolos.

    Dentuço pilantra!

    ResponderExcluir